Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Posted on abr 13, 2010 in Literatura

Primeiras palavras…

Amigos, quero propor um exercício. Escrevam a primeira frase dos livros que marcaram suas vidas, ou dos livros de que mais gostam, ou dos livros de seus autores preferidos, ou do livro que tenham à mão nesse exato momento. Eu começo, citando Gabriel García Márquez:

Muitos anos depois, diante do pelotão de fuzilamento, o Coronel Aureliano Buendía havia de recordar aquela tarde remota em que seu pai o levou para conhecer o gelo“. (Cem Anos de Solidão)

Gosto dessa frase porque ela já anuncia o destino do personagem, assim, de cara. E, aliado a isso, traz uma memória aparentemente banal. Só que nada é banal em Macondo…

Era inevitável: o cheiro das amêndoas amargas lhe lembrava sempre o destino dos amores contrariados. (O Amor nos Tempos do Cólera)

Aqui, compreendemos que estamos diante de uma grande frustração afetiva. Mas que esse sentimento ainda é doce e amargo, volátil, e muito vivo na memória do personagem.